Menu
Há quase 300 anos registrando histórias de São Paulo e de seu povo
Fotos Sc3a3o Paulo Antigo 13
Fotos Sc3a3o Paulo Antigo 13
Fotos Sc3a3o Paulo Antigo 5
Fotos Sc3a3o Paulo Antigo 2

Qualquer pessoa que deseja fazer uma viagem histórica por São Paulo, não precisa ir muito longe. Para isso, basta comparecer ao 1º Cartório de Notas da Capital, em Santa Cecília.

Com quase 300 anos de história, o estabelecimento traz importantes registros de transações, contendo em seu acervo grandes momentos da história da cidade.

Neste Cartório, é possível encontrar documentos relativos à escravidão – escrituras de alforrias concedidas a escravos, permutas de escravos por animais. Além disso, há documentos relativos à compra e venda de terras, abertura de estabelecimentos comerciais, doações de terras para Igrejas, Santa Casa de Misericórdia, instalações de cinemas, teatros e circos, etc. Todos esses registros estão em livros guardados em caixa-forte, à prova de fogo, com controle da umidade e esterilização.

O Primeiro Tabelionato foi fundado em 1740, inicialmente na Praça da Sé. Logo após alguns acontecimentos não esclarecidos, os livros do Cartório foram enviados para serem guardados na torre da Igreja do bairro da Penha. Por esta razão, no Cartório encontram-se no acervo os livros a partir de 1748.

Ainda no ano de 1748, o Primeiro Cartório voltou novamente a atender na Praça da Sé. Dos anos de 1800 a 1937, ele foi transferido para a Rua Venceslau Brás. A partir daí, mudou-se para a Rua do Carmo – atualmente Rua Roberto Simonsen.

Numa iniciativa pioneira, na década de 70, preocupado em atender as necessidades das pessoas que não residiam no centro, o Primeiro Cartório mudou-se – juntamente com mais outros três cartórios – para um bairro, na Rua das Palmeiras em Santa Cecília, tendo por objetivo proporcionar mais facilidade no atendimento ao usuário.